Um pouco sobre mim…

E aí, tudo bem?

Vou falar um pouquinho de mim pra vocês.

Meu nome é Clara, sou formada em Turismo e também em Engenharia Ambiental. E foi no começo da segunda faculdade, em 2009, que as coisas entortaram na minha vida e percebi que era importante me organizar melhor. Comecei a fuçar a internet, entrei em grupos de e-mails, li diversos livros e conheci muita gente bacana, que me ajudou muito.

Agora, já são 6 anos de estudos ferrenhos na área de organização e administração do tempo. Todo esse estudo resultou em uma rotina mais equilibrada, recheada de maior produtividade, e, por consequência direta, mais tempo livre. Mas resultou também na colaboração com alguns amigos e colegas de trabalho, facilitando suas vidas. Depois dessas experiências, que posso chamar de informais, já que fazia porque gostava, percebi que era hora de passar toda a informação que venho concentrando para todas as pessoas que precisam sair do caos que estão e ter mais qualidade de vida.

Queria dar pra vocês uma noção de quem sou e mais ou menos como funciona a minha vida.

Acredito que todos nós consigamos visualizar melhor uma ideia quando temos exemplos concretos.

Sou casada e tenho um cachorro, moramos todos em um apartamento. Eu estava casada há pouco mais de um ano, e fui percebendo que nós dois tínhamos péssimos hábitos: ambos tiveram empregada a vida toda, ninguém nunca martelou um prego dentro de casa. Pra você ter ideia, o primeiro banheiro que lavei na vida foi na minha casa, depois que casei. Nunca soube passar roupa direito. E por aí vai. Nunca fizemos nada porque nunca precisou. E a coisa começou a ficar feia porque ninguém queria fazer nada.

Tanto eu quanto meu marido trabalhamos fora. Eu costumo chegar em casa cerca de 2 horas mais cedo que ele. Para facilitar a nossa vida, conto com uma faxineira todo sábado, que já conhece as minhas rotinas desde que comecei a criá-las. Assim, já que tenho uma faxineira semanal, deixo a limpeza pesada da casa e quase toda a parte de roupas pra ela.

Acho importante ressaltar que pra mim a organização não é uma neurose, e sim uma necessidade. Não sou perfeccionista e preciso das coisas organizadas, e não perfeitamente organizadas. Melhor feito que perfeito, esse é meu lema em casa.

E aí você vai me perguntar: o que você ganhou com a organização? Claro que vou te responder que ganhei tempo, esse foi o objetivo principal, para gastar com as coisas que me dão prazer na vida.

Mas ganhei também um ambiente melhor na minha casa, mais produtividade no trabalho, menos tempo ocioso, melhorei meu relacionamento com meu marido, pois dividimos as tarefas e cada um sabe exatamente o que fazer. Assim, ele não reclama de casa bagunçada, e eu não me incomodo com a falta de iniciativa.

Se a minha vida mudou? Sim, e pra muito melhor!

Faça isso com a sua vida também, e conte comigo!

5 Comentários

  1. Luci Hora

    Oi, Clara! Tudo bem?
    Eu gostaria de ter consultoria sobre organização. Minha casa é uma kitnet e eu me perco toda. Há tentei de tudo, inclusive o desapego. Sofro com tanta desorganização. Enfim, gostaria de saber os valores da Consultoria para eu poder agendar contigo.
    Desde já, agradecida.
    Luci Hora

    Responder

  2. Prezada Engenheira Clara Miranda, boa noite! Meus parabéns pela feliz iniciativa e criatividade, com relação ao livro ” Como se organizar” é um hábito positivo, de qualidade de vida, de segurança, pois, organização, arrumação e limpeza, faz parte do senso da segurança, e segurança, sobre o meu ponto de vista é um tesouro é vida ” Como se organizar” é ganhar tempo, e o tempo é um hábito que nós devemos cultivar. Obrigado!
    Atenciosamente,

    Responder

  3. Olá,

    Sou assessor da Acesso Shop, uma loja virtual especializada em toners, e gostaria de saber se há a possibilidade de escrevermos um artigo para o blog.

    O objetivo é disponibilizar conteúdo de qualidade, com informação, dicas e conhecimento para os leitores do Como Se Organizar. Os assuntos seriam dicas de organização, produtividade no trabalho, gestão de tempo, relacionamento interpessoal, entre outros temas.

    Caso haja essa possibilidade, peço que me retorne o contato para definirmos um tema para o artigo.

    Obrigado!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *